Millennium Editora
Product ID: 591
Product SKU: 591
New In stock />
Locais de crime  Dos vestígios à dinâmica criminosa 2ª Edição

Locais de crime Dos vestígios à dinâmica criminosa 2ª Edição

Lançamento


De R$ 483,00
Por:
R$ 410,55
Economize  R$ 72,45

R$ 390,02 à vista com desconto Pagamento Pix
ou 5x de R$ 82,11 Sem juros Cartão Visa
Pague com boleto, depósito bancário ou pix e ganhe mais 5% de desconto
Simulador de Frete
- Calcular frete

Apoiadores


 

Sinopse:

Em "Locais de Crime: dos Vestígios à Dinâmica Criminosa – 2ª Edição", mergulhe mais fundo no fascinante mundo da investigação criminal. Esta nova edição, amplamente enriquecida, traz capítulos inéditos e atualização sobre Cadeia de Custódia, inclusive as alterações trazidas pela Lei nº 13.964/2019 (pacote Anticrime). Com desenhos esquemáticos, análises de casos e fotografias ilustrativas, esta obra se torna indispensável para estudantes, profissionais e entusiastas da área pericial. Um compêndio que não só eleva o nível da literatura técnica sobre o tema, mas também serve como ferramenta prática para fortalecer a produção da prova material e promover a justiça no Brasil. Seja você um profissional da área, um estudioso ou apenas um curioso pelo intrincado mundo dos locais de crime, esta obra é essencial para sua coleção. Prepare-se para uma leitura enriquecedora que aprofunda, esclarece e fascina. Adquira já o seu exemplar e entenda a reconstrução da dinâmica por trás de uma cena do crime!

 

Série – Criminalística Premium

Jesus Antonio Velho

 

Sobre os Organizadores:

Jesus Antonio Velho

É graduado em Farmácia-bioquímica pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Doutor em Fisiopatologia pela Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). É Perito Criminal Federal desde 2007. Foi Chefe do Setor de Desenvolvimento Institucional da Diretoria Técnico-Científica da Polícia Federal, de 2021 a 2023. É membro fundador e Diretor do Conselho da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. É autor organizador da série de livros “Criminalística Premium” da Millennium Editora. É editor de área da Revista Brasileira de Criminalística e da Revista Brasileira de Ciências Policiais. Em relação às atividades de ensino, é Professor Doutor de Criminalística da Universidade de São Paulo (Campus de Ribeirão Preto), e professor convidado da área de Criminalística/Locais de Crime na Academia Nacional de Polícia, em cursos de formação profissional e de pós-graduação da Polícia Federal.

 

Karina Alves Costa

É graduada em Ciências Biológicas, bacharel em Genética, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atuou na área de pesquisa na UFRJ e na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nas áreas de biologia celular, imunologia e farmacologia aplicada. É Perita Criminal Federal desde 2006, atuando nas áreas de meio ambiente, documentoscopia, balística e locais de crime. Lecionou a disciplina de Locais de Crime nos cursos de formação profissional da Academia Nacional de Polícia e contribuiu na elaboração de material didático na área.

 

Clayton Tadeu Mota Damasceno

É graduado em Engenharia Química pela Universidade de Campinas - UNICAMP. Especialista em Metodologia do Ensino Superior - pela Universidade de Brasília - UnB, mestre em Engenharia Química pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU. Atua como Perito Criminal Federal no Departamento de Polícia Federal desde 1996. É Professor das disciplinas de Criminalística e de Locais de Crime dos Cursos de Formação da Polícia Federal, Atuou como Chefe do Ensino a Distância e foi responsável pela implementação do Ensino a Distância no Departamento de Polícia Federal. Foi Coordenador de Projetos da Academia Nacional de Polícia sendo o Responsável pela Gestão Estratégica da Academia Nacional de Polícia e da Diretoria de Gestão de Pessoal da Polícia Federal de 2014 a 2020. Atuou como Professor Coordenador dos Cursos Internacionais de Perícia em Locais de Crime ministrados pela ANP em acordos de Cooperação celebrados pela Agência Brasileira de Cooperação-Itamaraty. Atualmente é o Chefe da Divisão de Pesquisa, Padrões e Dados Criminalísticos da Diretoria Técnico Científica da Polícia Federal.

 

Sobre os Autores:

Alberi Espindula

É graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Especialista em Perícia de Crimes contra a Vida pela Associação Brasileira de Criminalística (ABC). Atuou como Perito Criminal do Distrito Federal (aposentado) e atualmente atua como Perito Judicial, Assistente Técnico, Consultor e Professor de forma autônoma, desde 1997. Foi Presidente da Associação Brasileira de Criminalística. Já atuou como professor convidado nas academias de Polícia e Segurança Pública dos Estados do MA, BA, MT, RN, RS, SE, PB, CE, ES, TO e ANP/DPF, além do DF, e em vários cursos de especialização em Ciências Forenses.

 

Alcino de Sousa Marques Neto

É graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Piauí (2012). É especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho (CESVALE) (2019) e em Criminalística Aplicada a Locais de Crime (Academia Nacional de Polícia) (2023). Atua como Perito Criminal na Polícia Civil do Estado do Piauí desde 2012, tendo mais de dez anos de experiência em atendimentos a locais de morte violenta. Instrutor na Academia de Polícia Civil do Estado do Piauí. Participou do Curso de Perícia em Local de Crime Integrado com Balística, Laboratório, Papiloscopia e Medicina Legal (SENASP) (2014) e dos cursos, mediante integração com a Embaixada da França no Brasil, Técnicas de Investigação sobre a Cena de um Crime (Gendarmaria-França) (2018) e Técnicas e Metodologia da Investigação Criminal (Polícia Nacional da França) (2022).

 

Alderly Santos do Nascimento

É graduado em Engenharia Mecatrônica pela Universidade de Pernambuco (UPE) e em Direito pela Universidade Luterana do Brasil. Pós-graduação na área de Segurança Pública pela Academia Nacional de Polícia. Perito Criminal Federal, com experiência nas áreas de Perícia em Local de Crime, Balística Forense, Engenharia Forense, entre outras. É professor dos cursos de formação profissional e de Especialização em Criminalística aplicada a Locais de Crime na Academia Nacional de Polícia.

 

Alexandre Raphael Deitos

É graduado em Odontologia (UFPR). Especialista em Antropologia Forense (AF) e Direitos Humanos (UNIFESP). Especialista em Odontologia Legal (ABO/RO).  Mestre e Doutor em Ciências Odontológicas (FOUSP). Perito Criminal da Polícia Federal (PF); Coordenador da Comissão Permanente em Identificação de Vítimas de Desastres (DVI) da PF. Membro do Grupo de Trabalho (GT) em DVI da INTERPOL. Membro dos GT Araguaia (2010-) e Perus (2014-), na busca dos desaparecidos políticos brasileiros. Professor da Academia Nacional de Polícia (ANP) nos cursos: Mestrado Profissional em Ciências Policiais e Segurança Pública, Especialização em Criminalística aplicada a Locais de Crime, Formação Profissional de Peritos Criminais, Básico e Avançado em Antropologia Forense, Perícia em Local de Desastre (DVI); Professor de pós-graduações; Pesquisador do Grupo de Pesquisa em AF e Identificação de Pessoas (ANP/PF-CNPq).

 

Aline Thais Bruni

É graduada em química pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e direito pela Universidade Paulista (UNIP), mestre em química pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Doutora em Ciências  pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atua como professora no Departamento de Química da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto-Universidade de São Paulo, DQ-FFCLRP/USP, nas áreas de Química Forense e Criminalística. É diretora jurídica da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses, biênio 2013/2014.

 

Bruno Zschaber Mavignier de Castro

É graduado em Engenharia Agrônoma pela Universidade de Brasília (UnB). Bacharel em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB). Especialização em Perícia Criminal pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Mestre em Nanociência e Nanobiotecnologia pela UnB. Perito Criminal da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) desde 2009, com experiência nas áreas de local de crime e de balística forense. Analista membro da International Association of Bloodstain Pattern Analysts (IABPA). Instrutor da Escola Superior de Polícia Civil do Distrito Federal (ESPC/PCDF) e da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP). Contribuiu na elaboração de material didático na área de crimes contra a pessoa. Foi Diretor da Divisão Administrativa do Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Distrito Federal.

 

Caio Henrique Pinke Rodrigues

É graduado em Química (Bacharelado) com ênfase em Química Forense e Licenciado em Química pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP/USP). Mestre e Doutor em Ciências pela mesma instituição. Membro fundador e colaborador da startup Sci-Prediction incubada no SUPERA Parque (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica). Atualmente é Pesquisador de Pós-Doutorado pela FFCLRP-USP, junto ao USP e ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Forense (INCT Forense). Tem experiência com Ciência Forense, Criminalística, Novas Substâncias Psicoativas, Química Teórica, Quimiometria, Microvestígios.

 

Carlos Alberto Trindade

É graduado em Engenharia Cartógrafica pelo Instituto Militar de Engenharia IME). Bacharel em Ciências Militares pela Academia Nacional das Agulhas Negras (AMAN). Perito Criminal Federal. Especialização em Criminalística com ênfase em Local de Crime também pela Academia Nacional de Polícia. Instrutor das matérias de Perícia de Incêndio em Edificações, Perícia de Incêndios em Vegetação e em Cartografia e Geoprocessamento nos cursos de Formação de Perícia Criminal na Academia Nacional de Polícia. Na área de incêndio em edificações, atuou em casos de repercussão como as perícias do Museu Nacional do Rio de Janeiro em 2018 (primeiro perito), do Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG em 2020 (primeiro perito) e da Base Antártica Comandante Ferraz em 2012.

 

Carlos Cesar Bezerra

É graduado em Química Industrial pela Universidade Federal do Ceará (UFC), especialista em Genética Humana pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Química Inorgânica pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Perito Criminal Federal aposentado. Por dois anos consecutivos foi membro do Grupo Iberoamericano de Trabajo en Escena del Crimen (GITEC), da Academia Iberoamericana de Criminalística y Estudios Forenses (AICEF).

 

Carlos Eduardo Palhares Machado

É graduado em Odontologia pela Universidade de Brasília (UnB). Mestre em Ciências da Saúde. Doutor em Ciências (Patologia/Medicina Legal) pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP).  Especialização em Antropologia Forense e Direitos Humanos (UNIFESP) e em Odontologia Legal (ABO-MG). É Perito Criminal Federal, Chefe do Setor de Perícias Externas do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal. Foi Deputy Chair (2012-2014) e Chair (2014-2015) do INTERPOL DVI Standing Committee e do INTERPOL DVI Working Group (2015- 2016). Coordenador Geral do Projeto de Câmaras Técnicas em Cadeia de Custódia da SENASP e organizador idealizador do Compêndio de Cadeia de Custódia (2021- 2022). Coordenou equipes de DVI e de perícia em diversos casos de desastres no Brasil e exterior. É Coordenador do Curso de Especialização em Criminalística aplicada a Locais de Crime da ANP/PF e do Grupo de Pesquisa em Antropologia Forense e Identificação de Pessoas (CNPq - PF).

 

Claudemir Rodigues Dias Filho

É bacharel e licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e mestre em Genética e Biologia Molecular (UNICAMP). É Perito Criminal da Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SP) desde 2006, professor da Academia de Polícia de São Paulo e professor universitário das disciplinas de Genética Molecular, Genética de Populações, Biologia Forense, Medicina Legal e Criminalística em cursos de Ciências Biológicas, Biomedicina e Direito. É palestrante em simpósios e congressos na área forense, autor de capítulos e artigos (nacionais e internacionais) com temática pericial e um dos editores fundadores da Revista Brasileira de Criminalística. É autor e organizador da Série Ciência Contra o Crime da Millennium Editora, além de membro do Conselho Editorial desta.

 

Cristiano Furtano Assis do Carmo

É graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atua como Perito Criminal Federal nas áreas de Perícias Externas e Perícias de Meio Ambiente no Departamento de Polícia Federal desde 2008. É Professor nos cursos de formação profissional promovidos pela Academia Nacional de Polícia (ANP) nas disciplinas relacionadas a Local de Crime. 

 

Fábio Augusto da Silva Salvador

É graduado em Geologia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e Doutor em Engenharia Mineral pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Trabalhou em Prospecção e Pesquisa Mineral por oito anos na Amazônia Legal e diversos estados do Brasil. Perito Criminal do Instituto de Criminalística da Superintendência de Polícia Técnico-Científica da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo de 1993 a 2003. Perito Criminal Federal desde 2003.

 

Guilherme Henrique Braga de Miranda

É graduado em Geologia e Biologia, Mestre e Doutor em Ecologia pela Universidade de Brasília (UnB). Pós-Doutor em Tricologia Forense pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Perito Criminal Federal aposentado em 2021, continua atuando como professor de Metodologia da Pesquisa nos cursos de Pós-graduação da Academia Nacional de Polícia.

 

Gustavo Lucena Kortmann

É graduado em biologia pela UFRGS e mestre em Genética e Biologia Molecular pelo PPGBM-UFRGS. Atualmente, é Perito Criminal, classe especial, e Diretor do Departamento de Perícias Laboratoriais do Instituto-Geral de Perícias do Rio Grande do Sul (IGP-RS). Foi Chefe da Divisão de Genética Forense entre 2019 - 2022 e Perito criminal da casuística forense desde 2009, atuando na identificação humana de cadáveres e comparação genética envolvendo amostras criminais. Na docência, é professor de cursos de atualização e de formação do IGP-RS, da ACADEPOL (PC-RS), da Defensoria Pública do RS, da AJURIS e colaborador eventual como professor de pós-graduação da UNILASALLE Canoas, UNILASALLE Lucas do Rio Verde e UCS Bento Gonçalves. É coautor de livros e revisor de periódicos na área forense.

 

Harley Angelo de Moraes

É graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade de Brasília (UnB). MBA em Gestão de Políticas em Segurança Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Mestre em Engenharia Elétrica (Telecomunicações) pela Universidade de Brasília (UnB). Perito Criminal da Polícia Federal desde 1996, com experiência nas áreas de Áudio, Vídeo e operação de Drones. Instrutor da Academia Nacional de Polícia (ANP). Foi Chefe da Divisão de Telecomunicações, da Divisão de Planejamento e Projetos, da Coordenação de Tecnologia da Informação, da Coordenação-Geral de Planejamento e Modernização e do Serviço de Perícias em Audiovisual e Eletrônicos. 

 

João Luiz Moreira de Oliveira

É graduado em geologia (1988) e direito (1999) ambos pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. É pós-graduado em gestão de políticas de segurança pública (2005) e mestre em gestão empresarial (2013), ambos pela Fundação Getúlio Vargas – EBAPE – RJ. É Perito Criminal Federal desde 1995. Foi Chefe do Setor Técnico-Científico de Minas Gerais (SETEC/MG), de 2008 a 2012, e Chefe da Divisão de Pesquisa, Padrões e Dados da Criminalística (DPCRIM) da Diretoria Técnico-Científica da Polícia Federal, de 2015 a 2017. Atua como professor de Perícia em Locais de Incêndio nos cursos de formação e especialização da Academia Nacional de Polícia.

 

Jorge Jardim Zacca

É graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre, Doutor e Pós-Doutorado pela Universidade de Wisconsin – Madison (EUA). Curso de Especialização da Petrobrás em Pesquisa e Desenvolvimento de Processos Petroquímicos. MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas. Foi engenheiro químico e pesquisador na indústria petroquímica (BRASKEM S.A.) durante 16 anos. É Perito Criminal Federal desde 2002, tendo atuado nas áreas de análise de documentos, perícias químicas envolvendo drogas de abuso, perfil químico de cocaína e maconha, combustíveis, produtos farmacêuticos, fraudes em alimentos etc. Como Perito Criminal Federal, foi fundador do Setor de Perícias da Polícia Federal no Estado de Roraima e professor da Academia Nacional de Polícia nas disciplinas de Criminalística, Drogas de Abuso e Locais de Crime.

 

Jorge Marcelo de Freitas

É graduado em Ciências Biológicas, mestre e doutor em Bioquímica e Imunologia - ênfase em Biologia Molecular pela Universidade Federal de Minas Gerais. É Perito Criminal Federal no Instituto Nacional de Criminalística em Brasília/DF, onde vem atuando na implementação da aplicação forense da análise de isótopos estáveis e é Pesquisador Colaborador Pleno no Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais da Universidade de Brasília, também atuando em análises de isótopos estáveis.

 

José Roberto Pujol Luz

É Professor Titular do Departamento de Zoologia da Universidade de Brasília, Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, e Instrutor Convidado da Academia Nacional de Polícia e da Academia da Força Nacional. Foi Coordenador de 3 Cursos Especiais de Entomologia Forense promovidos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (SENASP/MJ) para treinamento de Peritos Criminais e Médicos-Legistas na utilização de insetos para estimativa do intervalo de morte (IPM) e Professor Convidado em 3 Cursos Internacionais de Entomologia Forense na Colômbia. Tem experiência na área de Entomologia, desenvolvendo estudos sobre Entomologia Forense com especial atenção à metamorfose e biologia de moscas (Ordem Diptera) e com Tafonomia Forense, especialmente com o comportamento de animais nas cenas de crime.

 

José Rocha de Carvalho Filho

É graduado em Engenheira de Redes de Comunicação pela Universidade de Brasília (UnB), Mestre em Gestão de Criminalística pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Perito Criminal da Polícia Federal desde 2009, com experiência na área de Perícias em Audiovisuais e Eletrônicos e no uso de tecnologia 3D em locais de crime. Professor de diversos cursos de especialização em Perícias em Imagens oferecidos pelo Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal e professor dos cursos de formação de Policiais Federais da Academia Nacional de Polícia.

 

Katia Michelin

É graduada em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Genética Forense pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e mestre em Ciências Genômicas e Biotecnologia pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Atua como Perita Criminal Federal desde 2002. Desde 2006, atua como professora da Academia Nacional de Polícia nas disciplinas de Locais de Crime e Genética Forense em cursos de formação profissional, educação continuada e pós graduação. Há dez anos se dedica à gestão da qualidade em laboratórios forenses, tendo atuado como Coordenadora da Comissão da Qualidade da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos. Atualmente é responsável pela Área de Desenvolvimento Estruturante em Gestão da Qualidade e Excelência da Prova do Instituto Nacional de Criminalística.

 

Keila Aparecida de Almeida

É graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Paulista (Bacharelado e Licenciatura). Mestre em Genética e Biologia Evolutiva pela Universidade de São Paulo. Trabalhou como Papiloscopista Policial da Polícia Civil de São Paulo e atualmente atua como Perita Criminal da Superintendência de Polícia Técnico-Científica do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de atendimento de locais de Crimes Contra Pessoa. É analista de padrões de manchas de sangue certificada pela International Association of Bloodstain Pattern Analysts (IABPA) em Miami-Dade Police Department e membro titular da Comissão de Análise Pericial sobre Sangue (CAPS) da Superintendência de Polícia Técnico-Científica do Estado de São Paulo. 

 

Lehi Sudy dos Santos

É bacharel e licenciado em Física pela Universidade de Brasília (2000). Doutor (2020) e mestre (2016) em Ciências Mecânicas pela mesma universidade, com período sanduíche na Staffordshire University, Reino Unido, apresentando tese em que investigou a influência de propriedades de armas e munições na eficácia de sistemas de identificação balística. É Perito Criminal Federal na Polícia Federal desde 2008, servindo como chefe do Serviço de Perícias em Balística do Instituto Nacional de Criminalística e primeiro administrador do Sistema Nacional de Análise Balística e do Banco Nacional de Perfis Balísticos. Atua como professor de Balística Forense e Perícia em Local de Crime nos cursos de formação e especialização da Academia Nacional de Polícia.

 

Lívia Salviano Mariotto

É graduada em Química (Bacharelado) com Habilitação em Química Forense pela Universidade de São Paulo. Doutoranda em Química pela Universidade de São Paulo com foco em estudos in silico sobre NBOHs e NBOMes. 

 

Malthus Fonseca Galvão

É graduado em Matemática pelo CEUB (1985), Odontologia pela UnB (1987), Medicina pela UnB (em 1994) e Direito pela UnB (2006). Especialista em Medicina Legal, Odontologia Legal e Odontologia do Trabalho. Mestre em Odontologia Legal e Deontologia pela UNICAMP (1999). Doutor em Ciências Médicas pela UnB (2008). Perito Médico Legista aposentado do Instituto de Medicina Legal do Distrito Federal (IML-DPT-PCDF), onde foi Chefe do Núcleo de Ensino e Pesquisa, Chefe da Seção de Tanatologia Forense, Chefe do Laboratório de Antropologia Forense e Diretor-Geral. Professor Adjunto na UnB, Faculdades de Medicina, Direito e Odontologia. Professor na Academia da Polícia Civil do Distrito Federal e na Academia Nacional de Polícia. Presidente da ABrML. Coordenador Científico do GEMEL-BR. Foi presidente da ABRAF e da Comissão de Ética do CRODF. Fundador do LOAFMEL-FM-UnB e da ABRAF e Cofundador do LAF-IML-DPT-PCDF. Idealizador, criador, programador e mantenedor há 27 anos do Atlas de Medicina Legal on-line malthus.com.br.

 

Marcelo Jost

É Bacharel em química pela Universidade de Brasília (UnB) e mestre em Química Orgânica também pela Universidade de Brasília (UnB). Atuou como Perito Criminal Federal na área de Balística Forense e Caracterização Física de Materiais, no Instituto Nacional de Criminalística do Departamento de Polícia Federal.

 

Marcelo Nunes Gonçalves

É graduado em Engenharia de Incêndio pela Academia de Bombeiro Militar do Distrito Federal (ABM/DF) em Direito pelo Centro Universitário Unieuro (UNIEURO). Possui Especialização em Combate e Controle aos Incêndios Florestais pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Direito Constitucional pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Perícia e Auditoria Ambiental pela Universidade Cândido Mendes (UCM). É Mestre em Administração Pública com Ênfase em Criminalística pela FGV. Foi Oficial do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal e Analista Legislativo de Registro e Redação Parlamentar do Senado Federal. É Perito Criminal desde 2002, tendo atuado nas áreas de crimes contra a pessoa, engenharia legal e meio ambiente. Lecionou disciplinas na Academia Nacional de Polícia, Escola Superior de Polícia Civil, Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal e Academia de Polícia Militar do Distrito Federal. Foi Diretor-Adjunto do Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Distrito Federal.

 

Maria Eduarda Azambuja Amaral

Advogada. Pós-doutoranda (Bolsista CNPq) no Departamento de Química da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP (FFCLRS/USP). Doutora em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Mestra em Biologia Celular e Molecular pela PUCRS. Especialista em Perícia Criminal e Ciências Forenses pelo IPOG, em Direito Processual Penal pelo CERS e em Direito Probatório no Processo Penal pela ESMAFE/PR. Bacharela em Biomedicina com habilitação em Toxicologia e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

 

Maria Margareth Vidal

É graduada em Química (bacharelado) pela Universidade de Brasília (UnB). Pós-graduação Lato-sensu em Farmácia e Química forense pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC GO). Mestre em Química pela UnB com ênfase na área de Físico-Química. Doutora em Química pela UnB com foco em Ressonância Magnética Nuclear (RMN). Perita Criminal Federal atuante no Laboratório de Microvestígios do Serviço de Perícias em Locais de Crimes do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal (PF). 

 

Michele Avila dos Santos

É graduada em Química (bacharelado) pela Universidade de Brasília (UnB). Pós-graduação Lato-sensu em Farmácia e Química forense pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC GO). Mestre em Química pela UnB com ênfase na área de Físico-Química. Doutora em Química pela UnB com foco em Ressonância Magnética Nuclear (RMN). Perita Criminal Federal atuante no Laboratório de Microvestígios do Serviço de Perícias em Locais de Crimes do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal (PF). 

 

Ricardo Henrique Alves da Silva

É graduado em Odontologia (USP-Bauru), Especialista em Odontologia Legal. Mestre (USP-Bauru). Doutor (USP-São Paulo) e Livre-Docente (USP-Ribeirão Preto). Professor Associado (Odontologia Legal) da USP - Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto. Representante Brasileiro no Grupo de Trabalho de Odontologia Legal da INTERPOL. Editor-Chefe da Revista Brasileira de Odontologia Legal. Perito Judicial (TJ-SP). Orientador de Mestrado e Doutorado (USP - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto). Secretário-Geral da IOFOS - International Organization for Forensic Odonto-Stomatology.

 

Ricardo Luís Yoshida

É graduado em Farmácia-Bioquímica pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), mestre em Toxicologia pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é Perito Criminal da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais.

 

Tacio Pinheiro Bezerra

É graduado em Odontologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), mestre e doutor em Odontologia pela Universidade Federal do Ceará, especialista em Odontologia Legal pela ABO-Ceará. Atua como Perito Odontolegista da Perícia Forense do Estado do Ceará (PEFOCE) e é membro do Forensic Odontology INTERPOL Working Group.

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Binding: mkt