Entomologia Forense - Quando os insetos são vestígios 3ª edição Autores: Obra coletiva - Autora/Coordenadora: Janyra Oliveira-Costa

Marca: Millennium Editora


Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível
Ganhe mais 5% de desconto pagando no boleto

Sinopse

Entomologia Forense é a aplicação do estudo de insetos a procedimentos legais e nesta 3° edição, informações atuais e ampliadas acrescentam as inovações tecnológicas e técnicas resultantes sobre o assunto. Os seriados de TV (como o Criminal Science Investigation – CSI) têm divulgado uma aplicação forense da Biologia até então pouco conhecida. 
A obra aborda o fundamento de entomologia urbana e de produtos estocados e entomologia médico-legal, apresenta dados sobre a estrutura e biologia dos insetos, em uma lista com fartos exemplos e fotografias ilustrativas. Os principais centros de investigações do mundo (como por exemplo, o Federal Bureau Investigation –F.B.I.) já contam com especialistas em Entomologia. 
O livro possui, portanto, ferramenta indispensável aos profissionais envolvidos em litígios em que a perícia se faz necessária. 

 

Série Tratado de Perícias Criminalísticas – organizador: Domingos Tocchetto

Sobre a Autora:
Janyra Oliveira Costa

Bióloga. Mestre e doutora em Zoologia pelo Museu Nacional – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Membro da diretoria da Associação Brasileira de Entomologia Forense (Abef ), sendo uma de suas idealizadoras e fundadoras. Perito Criminal da Polícia Técnica e Científica do Rio de Janeiro na especialidade de Biologia. Membro da rede nacional de Entomologia Forense da Secretaria nacional de Segurança Pública – SENASP.
Responsável pelo Laboratório de Entomologia Forense do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e pelo Laboratório de Entomologia Forense da Universidade Castelo Branco, trabalhando na confecção de laudos periciais rotineiros e em pesquisa aplicada. Professora de Academia de Polícia – ACADEPOL. Professora de Zoologia da Universidade Castelo Branco. Coordenadora do Curso de pós-graduação latu sensu em Biologia Forense da Universidade Castelo Branco. Consultora na área de Biologia Forense. Autora do capítulo de procedimento operacional padrão “Biologia Forense” no livro “Metodologias e Procedimentos em Criminalística”. Orientadora de alunos
de pós-graduação (latu e stricto sensu) na área de Entomologia Forense. Conferencista, palestrante, debatedora e professora em inúmeros eventos e cursos. Artigos e trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais na área de Entomologia Forense. Atua como consultora de diversas revistas científicas na área de Entomologia Forense. Atualmente trabalhando na confecção e organização o livro Estado da Arte da Entomologia Forense e no Manual de Entomologia Forense da América Latina.
Área de Especialização: Entomologia Forense.

COLABORADORES:

Andreia Pires de Azevedo

Carla Evangelista dos Santos Costa

Cátia Antunes Mello-Patiu

Daniely Oliveira Santana

Elena Meloni

Guaraci dos Santos Dias

Karlla Patrícia Silva

Kely da Silva Napoleão

Lucila Maria Lopes de Carvalho

Luiz Roberto Fontes

Margareth Maria de Carvalho Queiroz

Patrícia Jacqueline Thyssen

Roberta dos Santos Silva

Sidney Milano

Thiago Blanc Celino

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Binding: mkt

Capítulo I - Entomologia Forense e suas Aplicações - Janyra Oliveira-Costa 
1. A Formação da Prova Técnica e a Entomologia Forense
2. Classificação
3. Histórico
4. Aplicações
4.1. Entorpecentes
4.2. Maus Tratos
4.3. Aplicações nos Casos de Morte Violenta
5. Sequestro e Crime Sexual

Capítulo II - Estimativa de Intervalo Pós-Morte - IPM - Janyra Oliveira-Costa 
1. Evaporação Tegumentar
2. Rigidez Cadavérica
3. Resfriamento do Corpo
4. Livores Cadavéricos
5. Autólise e Putrefação
6. Gases da Putrefação
7. Cristais no Sangue Putrefeito
8. Crioscopia do Sangue
9. Crescimento dos Pelos da Barba
10. Conteúdo Estomacal
11. Fundo de Olho
12. Dados Entomológicos
12.1. Tempo de Desenvolvimento dos Imaturos
12.1.1. Cálculo do grau-dia acumulado (GDA)
12.2. Padrão de Sucessão dos Insetos

Capítulo III - Noções de Entomologia Geral - Cátia Antunes Mello-Patiu - Karlla Patrícia Silva
1. Definição
2. Organização Geral
2.1. O Tegumento
2.2. A Cabeça 
2.3. O Tórax
2.4. O Abdome
2.5. Terminália
3. Desenvolvimento Pós-Embrionário e Metamorfose
3.1. Crescimento e Muda
3.2. Metamorfose
3.3. Tipos de Larvas e de Pupas
4. Classificação e Identificação
5. Coleta Montagem e Conservação
5.1. Transporte do Material Coletado
5.2. Tipos de Preservação: Via Seca e Via Úmida
5.3. Preparação e Montagem

Capítulo IV - Noções de Dipterologia - Cátia Antunes Mello-Patiu - Karlla Patrícia Silva
1. Adultos
2. Larvas
3. Pupas

Capítulo V - Dípteros de Interesse Forense no Brasil - Janyra Oliveira-Costa - Margareth Maria de Carvalho Queiroz - Andreia Pires de Azevedo - Daniely Oliveira Santana
1. Nematocera
1.1. Psychodomorpha
1.1.1. Psychodidae
1.2. Culicomorpha
1.2.1. Culicidae
2. Brachycera
2.1. Stratiomyomorpha
2.1.1. Stratiomyidae
3. Muscomorpha
3.1. Aschiza
3.1.1 Phoridae
3.1.2. Syrphidae
3.2. Schizophora - Acaliptrados
3.2.1. Sepsidae
3.2.3. Sphaeroceridae
3.2.3. Piophilidae
3.2.4. Drosophilidae
3.2.5. Chloropidae
3.2.6. Milichiidae
3.2.7. Heleomyzidae
3.2.8. Ulidiidae (= Otitidae)
3.3. Schizophora - Caliptrados
3.3.1. Calliphoridae
3.3.2. Fanniidae
3.3.3. Muscidae 
3.3.4. Sarcophagidae

Capítulo VI - Bionomia de Dípteros de Interesse Forense - Janyra Oliveira-Costa - Margareth Maria de Carvalho Queiroz
1. Brachycera
1.1. Stratiomyidae
2. Muscomorpha
2.1. Aschiza
2.2. Schizophora - Acaliptrados
2.3. Schizophora - Caliptrados
2.3.1. Calliphoridae
2.3.2. Fanniidae
2.3.3. Muscidae
2.3.4. Sarcophagidae 

Capítulo VII - Noções de Coleopterologia - Janyra Oliveira-Costa - Elena Meloni
1. Morfologia do adulto
1.1. Cabeça
1.2. Tórax
1.3. Abdome
2. Imaturos
3. Classificação 
3.1. Subordem Adephaga
3.1.1. Carabidae
3.2. Subordem Polyphaga
3.2.1. Hydrophilidae
3.2.2. Histeridae
3.2.3. Leiodidae
3.2.4. Ptiliidae
3.2.5. Silphidae
3.2.6. Staphylinidae
3.2.7. Trogidae
3.2.8. Scarabaeidae
3.2.9. Cantharidae
3.2.10. Elateridae
3.2.11. Phengodidae
3.2.12. Dermestidae
3.2.13. Bostrichidae
3.2.14. Trogositidae
3.2.15. Cleridae
3.2.16. Nitidulidae
3.2.17. Silvanidae
3.2.18. Languridae
3.2.19. Tenebrionidae
3.2.20. Anthicidae
3.2.21. Chrysomelidae
3.2.22. Curculionidae
3.2.23. Coccinellidae
3.2.24. Cryptophagidae
3.2.25. Latridiidae

Capítulo VIII - Coleópteros Associados ao Ecossistema Cadavérico - Janyra Oliveira-Costa - Elena Meloni - Carla Evangelista dos Santos Costa
1. Subordem Adephaga
1.1. Carabidae
2. Subordem Polyphaga
2.1. Hydrophilidae
2.2. Histeridae
2.3. Leiodidae
2.4. Ptiliidae
2.5. Silphidae
2.6. Staphylinidae
2.7. Trogidae
2.8. Scarabaeidae
2.9. Cantharidae
2.10. Elateridae
2.11. Phengodidae
2.12. Dermestidae
2.13. Bostrichidae
2.14. Trogositidae
2.15. Cleridae
2.16. Nitidulidae
2.17. Silvanidae
2.18. Tenebrionidae
2.19. Anthicidae
2.20. Cerambycidae
2.21. Chrysomelidae 
2.22. Curculionidae 
2.23. Coccinelidae 
2.24. Cryptophagidae
2.25. Lathridiidae

Capítulo IX - Noções de Hymenopterologia - Thiago Blanc-Celino - Janyra Oliveira-Costa 
1. Morfologia do Adulto
1.1. Cabeça
1.2. Tórax
1.3. Abdome
2. Larva
3. Classificação
4. Características dos grupos

Capítulo X - Himenópteros Frequentes em Pesquisas Forenses - Janyra Oliveira-Costa - Thiago Blanc Celino
1. Apidae
2. Colletidae
3. Formicidae
3.1. Dolichoderinae
3.2. Dorylinae
3.3. Ecitoninae
3.4. Ectatomminae
3.5. Formicinae
3.6. Myrmicinae
3.7. Myrmeciinae
3.8. Ponerinae
3.9. Pseudomyrmecinae
4. Halictidae 
5. Mutillidae
6. Pompilidae
7. Sphecidae (+Crabronidae)
8. Vespidae
9. Chalcididae
10. Bethylidae
11. Braconidae
12. Chrysididae
13. Ceraphronidae
14. Cynipidae
15. Diapriidae
16. Encyrtidae
17. Eulophidae
18. Eupelmidae
19. Eurytomidae
20. Figitidae
21. Ichneumonidae
22. Megaspilidae
23. Mymaridae
24. Platygastridae
25. Proctotrupridae
26. Pteromalidae
27. Ormyridae
28. Scelionidae
29. Sclerogibbidae
30. Trichogrammatidae

Capítulo XI - Outros Artrópodes Associados ao Ecossistema Cadavérico - Janyra Oliveira-Costa - Kely da Silva Napoleão - Roberta dos Santos Silva
1. Subfilo Uniramia 
1.1. Classe Insecta
1.2. Classe Collembola
1.3. Classe Diplura 
1.4. Classe Chilopoda
1.5. Classe Diplopoda
2. Subfilo Chelicerata
2.1. Classe Arachnida
3. Subfilo Crustacea
3.1. Classe Malacostraca
3.1.1. Ordem Amphipoda
3.1.2. Ordem Isopoda 

Capítulo XII - Aplicações da Análise Molecular, Sistemática Filogenética e Biogeografia - Patrícia Jacqueline Thyssen
1. Perspectivas e Limitações sobre a Análise Molecular de Insetos
2. Princípios e Métodos Comumente Usados em Laboratórios de Biologia Molecular de Insetos
3. O Que São os Ácidos Nucléicos?
4. Extração de Ácidos Nucléicos
5. PCR
6. Modificações sobre a PCR que Podem Ser de Interesse para Cientistas Forenses
7. Outras Combinações da PCR e Tipos de Análise Molecular
8. O Sequenciamento do DNA
9. Considerações Finais

Capítulo XIII - A Toxicologia e a Entomologia Forense - Lucila Maria Lopes de Carvalho 
1. Métodos de Análise 
2. Coleta e Preparação das Amostras
3. Alguns Casos

Capítulo XIV - Entomologia Forense Urbana e de Produtos Estocados - Quando os Insetos São o Problema - Luiz Roberto Fontes - Sidney Milano
1. Introdução
1.1. Realidade e Mito sobre Pragas Urbanas
1.1.1. A produção do conhecimento
1.1.2. Mitos no contexto urbano
1.2. Sobre a Natureza do Conhecimento Aplicável ao Controle de Pragas Urbanas
2. A Responsabilidade Segundo o Código de Defesa do Consumidor
2.1. Sobre a Culpabilidade do Fornecedor de um Produto ou Serviço
2.2. Vícios e Defeitos de Produtos ou Serviços
2.3. Tipos mais Comuns de Litígios
3. Quando a Vítima é o Vilão - As Fraudes
4. Infestação Ocorre na Habitação ou Local de Trabalho do Cliente
5. Limites de Garantia do Serviço de Controle de Pragas
6. Limites para se Demonstrar que o Erro, que Resultou em Infestação/Contaminação, Ocorreu na Fabricação de um Produto
7. Roteiro Pericial - Algumas Sugestões
7.1. Identificação do Agente Contaminante
7.2. Inspeção do Material Suspeito
7.3. Conhecer e Rastrear a Cadeia Produtiva
7.4. Avaliar a Área Física em que Ocorreu o Problema e o seu Entorno
8. Principais Pragas Urbanas
8.1. Baratas
8.1.1. Aspectos gerais da biologia
8.2. Cupins
8.2.1. Aspectos gerais da biologia
8.2.2. Cupins de madeira seca
8.2.3. Cupins subterrâneos
8.2.4. Cupins arborícolas
8.2.5. Cupins de solo
8.3. Formigas
8.3.1. Aspectos gerais da biologia
8.4. Moscas
8.4.1. Aspectos gerais da biologia
8.4.2. Moscas domésticas
8.4.3. Moscas de frutas (moscas do vinagre, do queijo)
8.4.4. Moscas varejeiras e das carcaças
8.4.5. Moscas dos ralos
8.5. Aracnídeos
8.5.1. Escorpiões
8.5.2. Aranhas

Capítulo XV - Metodologia de Coleta em Locais de Crime - Janyra Oliveira-Costa - Guaraci dos Santos Dias
1. Procedimentos no Local
1.1. Preservação do Local e Procedimentos Iniciais
2. Procedimento do Entomologista
3. Perfil do Local
4. Perfil do Cadáver
5. Coleta de adultos
6. Procura e Coleta de Imaturos
7. Transporte de Imaturos

Capítulo XVI - Metodologia de Coleta para Pesquisas Experimentais - Janyra Oliveira-Costa - Guaraci dos Santos Dias - Elena Meloni
1. Pesquisas Experimentais com Entomologia Forense
2. Comissão de Ética
3. Modelo Animal
4. Escolha do Local
5. Montagem da Armadilha
6. Procedimentos de Coleta em Modelo Experimental
7. Desvantagens da Armadilha
8. Nova Armadilha 
9. Procedimentos de Coleta para o Novo Modelo Experimental

Capítulo XVII - Metodologia de Criação e Curadoria de Vestígios Entomológicos
- Janyra Oliveira-Costa - Guaraci dos Santos Dias - Elena Meloni

1. Verificação do Estágio de Desenvolvimento e Preservação das Larvas
2. Pesquisa de Amostras do Solo
3. Preparação das Larvas para Criação
4. Observação e Manutenção da Criação
5. Procedimentos Pós-Emergência
6. Preservação e Identificação
7. Preparação dos Dados para os Cálculos
8. Curadoria e Preparação das Substâncias

Referências Bibliográficas 
Apêndice