Dinâmica dos Acidentes de Trânsito - Análises, Reconstruções e Prevenção 4ª edição Autores: Oswaldo Negrini Neto - Rodrigo Kleinubing


Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível
Ganhe mais 5% de desconto pagando no boleto

Sinopse

Esta nova edição é ao mesmo tempo, um aperfeiçoamento e atualização das edições anteriores.
Muitos assuntos novos foram introduzidos decorrentes das inovações tecnológicas recentes e usadas na perícia de acidentes de trânsito, merecendo especial atenção, o Método da Linearização do Momento, desenvolvido pelos autores que discute profundamente a avaliação das velocidades nas colisões pelos danos.
Buscando atender não somente aos peritos, mas também os demais profissionais que se dedicam ao tema, foram ampliados os capítulos VII e IX que versam respectivamente sobre causas e normas da perícia e tópicos especiais: hidroplanagem, neblina, ofuscamento entre outros.
Novas planilhas e exercícios de fixação além de modelos de laudos fundamentados em casos reais complementam a atual edição, buscando oferecer aos peritos e operadores do direito, esclarecimentos sobre pontos controversos da perícia em acidentes de trânsito.

Série Tratado de Perícias Criminalísticas – organizador: Domingos Tocchetto

Sobre os Autores:
Oswaldo Negrini Neto

Bacharel em Criminalística e Física, pós-graduado (Mestrado e Doutorado) em Física pela USP – Universidade de São Paulo. Perito Criminal Classe Especial. Diretor do Centro de Exames, Análises e Pesquisas do Instituto de Criminalística do Estado de São Paulo. Professor do Curso de Acidentes de Trânsito I e II da Secretaria Nacional de Segurança Pública.
E-mail: onegrini@fma.if.usp.br / onegrini@usp.br / onegrini@sp.gov.br

Rodrigo Kleinübing
Engenheiro Mecânico (PUCRS), pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho (PUCRS) e em Engenharia de Avaliações e Perícias (UFRGS); Perito Criminalístico Engenheiro desde 1997, tendo exercido a chefia da Seção de Engenharia Legal e a coordenação da Equipe de Acidentes de Trânsito do Departamento de Criminalística/IGP-RS; Especialista em Acidentes de Trânsito em Caráter Excepcional pela Associação Brasileira de Criminalística, sendo instrutor pela SENASP/MJ, professor em cursos de formação, atualização e pós-graduação em Acidentes de Trânsito e em Engenharia Forense, além de palestrante e debatedor em diversos seminários e congressos.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características



    Capítulo I - A Perícia em Acidentes de Trânsito
    1. A Criminalística como Ciência
    2. Princípios Básicos da Perícia
    2.1. Princípio da Observação
    2.2. Princípio da Análise
    2.3. Princípio da Interpretação
    2.4. Princípio da Descrição
    2.5. Princípio da Documentação
    3. Uma Visão Sistêmica dos Acidentes de Trânsito
    4. Os Mitos dos Acidentes de Trânsito
    5. Introdução aos Acidentes de Trânsito
    5.1. Conceito de Acidente de Trânsito
    5.2. Características dos Acidentes de Trânsito
    5.3. Estatísticas de Acidentes de Trânsito
    5.4. Níveis de Investigação em Acidentes de Trânsito
    5.5. Fatores Causais Intervenientes em Acidentes de Trânsito
    5.6. Modelos de Análise de Causas de Acidentes de Trânsito
    5.7. Um Enfoque a Respeito de Causas de Acidentes de Trânsito
    5.8. Uma Classificação de Causas de Acidentes de Trânsito
    5.9. Sobre o Fator Causal Humano dos Acidentes de Trânsito
    5.10. Sobre o Fator Causal Veicular dos Acidentes de Trânsito
    5.11. Sobre o Fator Causal Viárioambiental
    5.12. Medidas Preventivas Eficazes em Acidentes de Trânsito
    5.13. Programa de Prevenção em Acidentes de Trânsito
    5.14. Fases de um acidente de trânsito e respectivas ações preventivas
    5.15. A Prioridade da Segurança no Trânsito
    5.16. Visão Genérica das Provas em Acidentes de Trânsito
    5.17. Fases de uma Perícia de Acidentes de Trânsito
    5.18. Mecanismos de Lesões em Acidentes de Trânsito
    5.19. O Papel da Perícia em Acidentes de Trânsito
    5.20. Tabela Estatística de Acidentes de Trânsito

    Capítulo ii - Princípios de Física dos Acidentes de Trânsito
    1. Conceitos e Definições
    2. Leis da Mecânica
    3. Momento Linear e Angular 
    3.1. Momento Linear 
    3.2. Momento Angular 
    3.3. Torque 
    4. Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento
    5. Aplicações do Pcqm
    5.1. Introdução
    5.2. Análise Física do Acidente
    5.2.1. Orientação dos danos
    5.2.2. Conservação do momentum linear 
    5.2.3. Solução analítica da equação 
    5.3. Comentários a Respeito da Solução Analítica
    5.3.1. Sobre a expressão obtida
    5.3.2. Sobre a conservação da energia
    5.3.3. Impulso e força máxima
    5.3.4. Sobre as velocidades iniciais e finais dos veículos
    5.4. Solução Vetorial
    6. Planilha para Cálculo de Velocidades
    6.1. Introdução
    6.2. Manual Básico de Operação da Planilha
    6.2.1. Como inserir dados e utilizar a planilha
    6.2.2. Obtendo dados no local
    6.2.3. Testando valores
    6.2.4. Exemplos de planilhas de acidentes de trânsito
    7. O Uso do Pcqm nas Perícias
    8. Exercícios

    Capítulo III - Física da Colisão - O Método da Energia
    1. Introdução - Velocidade x Danos
    1.1. Dinâmica de uma Colisão
    1.2. Tipos de Colisão
    1.3. Forças de Interação
    2. Ferramentas Físicas e Matemáticas
    3. Colisões Centrais
    4. Cálculo da Diferença Entre as Velocidades de Aproximação ∆Va
    5. Análise das Velocidades Iniciais dos Veículos
    6. Cálculo das Velocidades Totais ∆Vt
    7. Colisões Não Centrais
    8. A Massa Efetiva e o Cálculo de Velocidades
    9. O Cálculo da Diferença entre Velocidades pelas Deformações
    10. O Coeficiente de Restituição no Cálculo de Velocidades
    10.1. O Coeficiente de Restituição de Poisson
    10.2. Relação entre o Coeficiente de Restituição e a Energia Dissipada pelos Danos
    10.3. O Uso do Coeficiente de Restituição em Acidentes Reais
    11. Discussão Sobre A Confiabilidade Do Método
    11.1. Os Coeficientes de Deformação A e B.
    11.2. Relação Entre os Métodos do Crash e de Campbell.
    11.3. Colisões Tipo "Engavetamento" (Underride).
    12. Problemas de Aplicação

    Capítulo IV - Métodos Alternativos para o Cálculo de Velocidades
    1. Introdução
    2. Avaliação de Velocidade pela Ruptura do Parabrisa
    3. Avaliação da Velocidade de um Veículo em Choque Contra Poste
    3.1. Princípios Físicos
    3.2. Cálculos da Área da Seção, Volume e Massa
    3.3. Velocidade de Impulso do Poste
    3.4. Cálculo da Velocidade do Veículo
    4. Usando o Método do Crash3
    4.1. O Método de Campbell pela Ntsb
    4.2. A Fórmula de Morgan & Ivey
    4.3. A Fórmula de Nystrom & Kost
    4.4. O Método CF de Vomhof
    4.5. O Método de Wood
    4.6. O Método de Daily
    4.7. Discussões e Conclusão
    5. Método da Linearização do Momento (MLM)
    6. Avaliação da Velocidade pela Precipitação (salto) do Veículo
    7. A Velocidade nos Atropelamentos
    7.1. A Perícia nos Atropelamentos
    7.2. Métodos de Avaliação de Velocidade
    7.3. Cálculo de (in)Evitabilidade em Atropelamentos
    7.4. Método dos 3 Pontos
    Apêndice - Aplicações da Física dos Acidentes de Trânsito em Estudos de Casos Reais
    Apêndice A - Laudo Complementar sobre Cálculo de Velocidade de Veículo Atropelante com Base em Ruptura de Vidro Parabrisa
    Apêndice B - Avaliação da velocidade de um veículo em choque contra poste
    Apêndice C - Aplicação do método alternativo de cálculo - Linearização da Quantidade 
    de Movimento
    Apêndice D - Aplicação do método da velocidade de salto
    Apêndice E - Cálculo de velocidade pelo Pcqm - Utilização da PAT - Colisão 
    Perpendicular.
    Apêndice F - Cálculo de velocidade pelo PCQM - Utilização da PAT - Colisão 
    Transversal Oblíqua
    Apêndice G - Cálculo de velocidade pelo PCQM - Análise de acidente em rodovia 
    envolvendo caminhonete e moto
    Apêndice H - Determinação do Sítio da Colisão em Acidentes de Trânsito a Partir da Quantificação dos Posicionamentos Dinâmicos dos Veículos em uma Colisão
    8. Exercícios

    Capítulo V - Velocidade Crítica Em Curvas
    1. Introdução
    2. A Origem da Força Centrípeta
    3. Determinação dos Parâmetros de Cálculo: Raio de Curvatura e Altura do Centro de Gravidade
    4. Exemplo de Aplicação - Estudo de Caso de Tombamento
    4.1. Histórico
    4.2. Do Objetivo do Trabalho
    4.3. Das Peças Oferecidas para Apreciação
    4.4. Da Análise das Peças Submetidas a Estudo
    4.5. Da Análise da Via de Tráfego
    4.6. Da Análise do Veículo
    4.7. Da Velocidade em que Trafegava o Veículo
    4.8. Da Ocorrência de Tombamento
    4.9. Conclusão
    5. Exercícios

    Capítulo VI - Análise Pericial de Acidentes de Trânsito Simulados
    1º Caso
    2º Caso
    3º Caso

    Capítulo VII - Análise das Causas e Normas de Perícias de Acidentes de Trânsito
    Parte I
    1. Introdução
    2. A Velocidade Como Causa do Acidente
    3. Análise da Dinâmica de Acidentes
    3.1. Exercício Resolvido: Dinâmica de Acidente

    Parte II
    O Levantamento do Local e o Laudo Pericial
    1. Introdução
    1.1. Peritos Oficiais
    1.2. Pareceres
    2. Procedimentos Gerais nas Perícias de Acidentes de Trânsito
    2.1. Quesitos Oficiais Relacionados com Locais de Acidente de Trânsito
    2.2. "Auto-quesitos" do Perito em Acidentes
    3. Normas
    4. Técnicas de Levantamento de Locais de Acidentes de Trânsito
    4.1. Procedimentos Gerais
    4.2. O Laudo Pericial de Acidente de Trânsito

    Parte III
    Recomendações Técnicas para a Padronização de 
    Procedimentos e Metodologias
    1. Principais Tipos de Perícias em Acidentes de Trânsito
    1.1. Exame Pericial em Local de Acidente de Trânsito
    1.2. Exame Pericial de Levantamento em Local de Acidente de Trânsito
    1.3. Exame Pericial Complementar em Local de Acidente de Trânsito
    1.4. Exame Pericial Mecânico em Veículos Envolvidos em Acidente de Trânsito
    1.5. Exame Pericial em Aparelho Registrador Instantâneo e Inalterável de Velocidade e Tempo
    1.6. Exame Pericial em Veículos Supostamente Envolvidos em Acidente de Trânsito
    2. Exames Mínimos Indispensáveis em Perícias de Acidentes de Trânsito
    3. Técnicas e Metodologias Empregadas nos Exames Periciais de Acidentes de Trânsito
    4. Equipamentos e Recursos Indispensáveis em Perícias de Acidentes de Trânsito
    5. Qualificação dos Peritos para Realizarem Perícias de Acidentes de Trânsito
    6. Estrutura Mínima do Laudo Pericial Criminalístico de Acidentes de Trânsito
    6.1. Preâmbulo
    6.2. Dos Quesitos
    6.3. Histórico
    6.4. Do Local
    6.5. Do(s) Veículo(s)
    6.6. Da(s) Vítima(s) Fatal(is)
    6.7. Do Estudo da Dinâmica do Evento
    6.8. Conclusão(ões) e/ou Respostas aos Quesitos
    6.9. Fecho ou Encerramento
    7. Exercícios Resolvidos

    Capítulo VIII - A Física da Frenagem
    1. Introdução
    2. Influência da Geometria do Veículo na Frenagem
    3. Frenagem com Duas Rodas
    4. Variações da Frenagem em Função da Geometria e do Dimensionamento dos Freios
    5. Discussão e Conclusões
    6. Frenagem Irregular
    7. Espaço Total de Parada
    8. Sistema de Freios Antitravamento (ABS)
    8.1. Cálculo de Velocidade com Freios ABS
    9. Considerações Sobre o Atrito
    10. Exercícios

    Capítulo IX - Análise, Prevenção e Tópicos Especiais
    1. Introdução
    2. Deslocamento de Ar por Veículo de Grande Porte
    2.1. Equacionamento do Fenômeno
    2.2. Exemplo Numérico
    3. O mito da Aquaplanagem
    3.1. Introdução
    3.2. O Fenômeno da Aquaplanagem
    3.3. O Conceito Aeronáutico da Aquaplanagem
    3.4. Análise Sistêmica dos Casos Suspeitos de Aquaplanagem
    3.5. Aspectos Relativos à Aderência
    3.6. Considerações Finais
    4. A Utilização de Faixas Retrorrefletivas de Cores Amarela e Vermelha em Ônibus e Microônibus
    4.1. Introdução
    4.2. A Segurança Veicular Ativa e Passiva
    4.3. Faixas Retrorrefletivas de Cores Amarela e Vermelha
    4.4. Efeitos Indesejáveis Envolvendo Ônibus e Microônibus
    4.5. A (In)Evitabilidade dos Acidentes de Trânsito envolvendo Ônibus e Microônibus
    4.6. Conclusão
    5. A Sinalização e a Perícia
    5.1. Pardais e Mortes na Estrada
    5.2. A "Lei Seca" e seus Problemas
    6. O Efeito da Neblina Associado aos Acidentes de Trânsito
    6.1. Acidentes de Trânsito de Engavetamento
    6.2. Fatores Causais Associados aos Eventos de Engavetamento
    6.3. Efeito da Neblina no Sistema Perceptual Humano
    6.4. Conclusão
    7. Porta-bicicletas para Ônibus: um Exemplo de "Insegurança Veicular"
    8. Efeito Degrau e Ofuscamento
    8.1. Efeito Degrau - Automóveis
    8.2. Efeito Degrau - Motocicletas
    8.3. Ofuscamento
    8.3.1. Faróis em sentido contrário
    8.3.2. Ofuscamento pelo sol

    Capítulo X - O Programa "Velocalc 2.0" - Simulações e Tabelas
    1. "Software" para Acidentes de Trânsito - Colisões Bidimensionais
    1.1. Introdução: Velocalc 2.0 - Um Software em Física Forense e os Acidentes de Trânsito
    1.2. Princípios Físicos na Construção do "Velocalc"
    1.2.1. Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento (Pcqm)
    1.2.2. Solução analítica da equação
    1.3. O Software Velocalc 2.0 e a Simulação de Acidentes
    1.3.1. Procedimentos de uso
    1.3.2. O efeito da rotação no cálculo da velocidade
    1.3.3. Descrição do método
    1.3.4. Avaliação da velocidade pela rotação no Velocalc 2.0
    1.4. Advertência aos Usuários do Velocalc
    2. Reconstituição Esquemática de Acidente de Trânsito
    2.1. Introdução
    2.2. Via de Tráfego
    2.3. Vestígios presentes na Via de Tráfego
    2.4. Danos nos veículos
    2.5. Manobra Evasiva Realizada Pelo Condutor Da Motocicleta
    2.6. Interação Veicular
    2.7. Sítio da Colisão
    2.8. Velocidade Imprimida pelos Condutores dos Veículos
    2.9. Trajetórias dos veículos na iminência da Colisão
    2.10. Estudo de Causas
    3. Tabelas de Tempo de Reação e Distância de Frenagem, Incluindo Tempo de Reação Mecânica do Veículo, para Diversos Coeficientes de Atrito

    Capítulo XI - Acidentes e Análises Especiais
    1. Caminhões X Ônibus - Tragédias Anunciadas
    1.1. Introdução
    1.2. O Desastre de Trânsito da BR 290
    1.3. O Desastre de Trânsito da BR 282
    1.4. Das Soluções para o Efeito Abridor de Latas
    1.5. Das soluções para o Efeito Lança-Toras
    1.6. Considerações Finais
    2. Análise Metalográfica e de Fraturas Aplicadas aos Acidentes de Trânsito
    2.1. Introdução
    2.2. Análise em Eixo de Direção Hidráulica
    2.3. Análise de Barra Estabilizadora
    2.4. Discussão dos Resultados
    2.5. Análise de Falha em Peça de Suspensão - A Força da Perícia
    3. Sistema de Amortecimento de Impacto - Air Bag
    4. Breve Introdução à Análise de Pneus

    Bibliografia